quarta-feira, 4 de junho de 2008

Crisálida


Evoluir num casulo chamado existência,
entre paredes, a verminosa carcaça se oprime.

sem luz, sem brilho, sem mundo, só esperança...

O bater de asas na vida futura...
________________compensará a dor da transmutação?

Nenhum comentário:

Postar um comentário