quinta-feira, 3 de maio de 2012

Terror em Silent Hill

Terror em Silent Hill (Silent Hill) - 2006. Dirigido por Christophe Gans. Escrito por Roger Avary. Direção de Fotografia de Dan Laustsen. Música Original de Jeff Danna e Akira Yamaoka. Produzido por Don Carmody e Samuel Hadida. Silent Hill DCP Inc., Davis-Films e Konami Corporation / Canadá | França | Japão | USA.


Meus amigos adoram me meter em furadas, isso é um fato... Dia desses escolhi um bom filme pipoca para levar na casa de uns amigos, porém chegando lá, para minha completa decepção, eles optaram por outro filme que eu não tinha, até então, a mínima pretensão de assistir. Mas, mesmo sabendo o que me aguardava, decidi ficar, afinal eu não estava na posição de impor qual filme deveríamos assistir e ficaria feio se eu decidisse ir embora  de uma hora para outra. O filme escolhido por eles era Terror em Silent Hill (2006), adaptação cinematográfica de um famoso jogo de vídeo-game que fora criado no Japão. Comecei então a assisti-lo e minha expectativa ainda não era das piores. Com toda a sinceridade do mundo, eu torcia para que ele me surpreendesse, contudo bastaram poucos minutos para que eu entendesse que isso não seria possível de forma alguma. 

O longa, dirigido por Christophe Gans reproduz inúmeros clichês do terror como gênero e como se isso não bastasse ele faz verdadeiros plágios de cenas e de situações que ficaram famosas em outros filmes, como por exemplo o da tomada aérea que mostra o carro se deslocando numa autoestrada, indo em direção ao perigo - sequência memorável de O Iluminado (1980) - e a cena da garotinha que surge assustadora com rosto tombado e as mechas de cabelo jogadas sobre o rosto - cena presentes em inúmeros filmes do gênero, que vão de Carrie, a Estranha (1976) a O Chamado (2002) - isso para não citar outras que serviriam como spoilers, a presença de tais "repetições" só mostra o quanto o terror se desgastou nos últimos anos e sua urgente necessidade de reinvenção.



A trama, totalmente "sem pé nem cabeça", como bem classificou o meu amigo que escolheu o filme, gira em torna da família Silva (sic). Rose da Silva (Radha Mitchell) e Christopher Da Silva (Sean Bean) estão muito preocupados com a filha Sharon (Jodelle Fernand), ela sofre de sonambulismo, o que a faz caminhar e dizer coisas estranhas durante o sono. A primeira cena do filme mostra uma situação na qual a menina se meteu por conta de sua doença, seus pais se arriscam para salvá-la, no entanto esta é a gota d'água para Rose,  que, mesmo contra a vontade do marido, decide ir até Silent Hill, cidade que a menina menciona repetidamente durante o sono, para investigar a fundo o passado da filha que adotara ainda bebê.


Silent Hill é uma cidade fantasma, que fora abandonada depois de um acidente que acontecera na década de setenta. As minas de carvão que estão localizadas no seu sub-solo, onde ao que tudo indica o acidente aconteceu, continuam em combustão,  produzindo uma quantidade enorme de fumaça e de fuligem, o que torna a cidade praticamente inabitável. Rose capota seu carro ao chegar nos arredores do município e ao acordar ela percebe que a filha desaparecera, dotada de uma coragem descomunal ela adentra no perímetro assustador da cidade para tentar encontrar a menina. Ela contará com a ajuda de uma policial de uma cidade vizinha, que a perseguira na estrada, e de alguns outros personagens que surgem durante o desenvolvimento da trama.


De uma forma totalmente improvável o roteiro mescla histórias de fantasmas, zumbis, bruxas, monstros e possessão, sem que nada disso seja devidamente explicado ou no mínimo contextualizado, mesmo com tantos elementos o que sobra é o convencionalismo, que permite que nós espectadores já saibamos que desfecho o filme vai ter desde os primeiros minutos - aos 15 minutos de duração eu expus minha teoria sobre o desfecho, acertei em cheio - todas as situações são previsíveis e a trama é totalmente incapaz de criar qualquer tipo de suspense. As únicas sensações desconfortáveis que o filme nos provoca são o cansaço, que vem com a impressão de que ele está se prolongando demais (isto ainda na primeira hora de duração), e a vergonha alheia, que sentimos diante dos efeitos visuais e das tentativas de provocar algum susto.


Terror em Silent Hill é uma porcaria com "P" maiúsculo, do tipo que devemos passar o mais longe possível, portanto não se deixe levar pela propaganda de que esta é a melhor adaptação de um game já feita, isto pode até ser verdade, contudo tal argumento não vale por si só. Talvez para os fãs do jogo o filme até faça algum sentido, mas para os olhares mais atentos e aguçados, o longa não passa de uma fraude, uma sequência de erros que tenta se sustentar plagiando obras consagradas do gênero. É até estranho ver um profissional como o roteirista Roger Avary, que tem no currículo a coautoria de obras primas como Cães de Aluguel (1992) e Pulp Fiction (1994), entregar um trabalho tão sofrível quanto este. Durante todo o filme é possível perceber que houve um cuidado com o visual e com a fotografia, no entanto, toda a estética do filme é pessimamente usada como parte da narrativa. A trilha sonora, quase toda vinda do jogo, é o destaque positivo do filme, mas ela por si só é incapaz de salvar o filme da péssima qualidade de seus outros aspectos... Não recomendo!


Assistam ao trailer de Terror em Silent Hill no You Tube, clique AQUI !

A revelação das passagens aqui comentadas não compromete a apreciação da obra, 


62 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... pô, nem acredito que vc se meteu nessa furada! Eu assisti esse filme, pelo simples fato que adoro filmes de horror/terror. MAs, me decepcionei muito com esse aí. Porém, já assisti com a baixíssima expectativa! É super previsível e, em alguns momentos(pra não dizer do início ao fim), enfadonho!

    É impressão minha, ou é a primeira vez que vc detonaaaaaaa totalmente um filme por aqui?

    Vc já assistiu O ORFANATO? Se não, assista...

    bjks :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro o terror de antigamente, aquele tecnicamente tosco, mas dotado de uma áurea macabra que realmente nos metia medo. o horror de hoje se resume a repetição de fórmulas manjadas e sustos forjados por situações previsíveis, deste geralmente eu prefiro passar longo!

      Pois é, acho que esta foi mesmo a minha crítica mais negativa!

      Excluir
    2. Obrigado pela leitura tão atenta, até dos comentários Cayo, obrigado pela correção, a palavra certa certa "aura"... Esta citação de Umberto Eco, caracteriza bem o filme sobre o qual falamos:

      "Na época da reprodutibilidade técnica, o que é atingido na obra de arte é a sua ‘aura’. Este processo tem valor de sintoma; sua significação ultrapassa o domínio da arte . . . multiplicando-lhe os exemplares, elas (as técnicas de reprodução) substituem por um fenômeno de massa um evento que não se produziu senão uma vez . . . seu mais eficaz agente é o filme"

      Excluir
    3. Amei esse filme, o melhor que ja vi até hoje,esse ano sai o 2 e não vejo a hora de assistir, gostei tanto desse filme que até comprei o dvd duplo original. Sou mega fã!!

      Excluir
  2. Hahaha... Tb não acho esse filme grande coisa, mas até me diverte, sou fã do gênero...rs
    Esse deve ter sido um dos últimos trabalhos de Avary, pq se não me engano ele esta em cana faz alguns anos. Metido em um assassinato.
    Vi uma vez, mas não pretendo repetir.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu já disse, eu tenho horror ao terror de hoje em dia, raríssimas produções se salvam, e estas acabam se tornando fontes para o plágio que será feito por inúmeras outras...

      Não sabia desta história sobre o diretor.

      Excluir
  3. Já joguei o jogo Silent Hill, que por sinal é muito bom, mas o filme deve ser muito ruim como você disse.
    Ótima crítica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Mateus, percebi, conversando com alguns amigos, que geralmente quem gosta do jogo gostou também do filme, mas isso não aumenta nenhum pouco seu nível de qualidade, uma vez que ele como obra cinematográfica precisa sobreviver por si só, independente do jogo que o originou...

      Excluir
  4. Ola Bruno,

    Realmente é decepcionante quando somos "voto vencido" e temos que assistir algo que não era bem o que queríamos, ainda mais quando após alguns minutos tal temor se torna evidente. Realmente uma tremenda furada!

    Belo texto como sempre!


    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  5. José Bruno, concordo totalmente, vergonha alheia!!kkkkkkk, Nem o jogo(que é bem legal), justifica o fiasco do filme...Totalmente "sem pé nem cabeça"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o filme tivesse sido ao menos um pouco original o fiasco teria sido menor, a premissa do roteiro poderia até ter sido bem explorada, mas ela se perde em meio a inúmeros elementos usados para a aproximarem do jogo...

      Excluir
  6. Ahah, coincidentemente caí nesta mesma cilada há um tempo atrás. Eu sou do tipo que não tenho muitas exigências quando se trata de terror, até encaro uns filminhos classe Z, por pura diversão mesmo, contanto, não pude deixar de perceber as mesmas tosquices as quais você percebeu como as imitações de outros filmes em diversas cenas.
    Algo mencionado em seu texto devo concordar, o terror está precisando de uma reinvenção.
    Já assistiu a Centopéia Humana?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não assisti "Centopeia Humana" Christian, muitos amigos já me recomendaram ele, mas confesso, que ainda tenho receios em relação a ele...

      Excluir
  7. Também já caí em algumas ciladas, aliás, muias ciladas cinematográficas. Terror em Silent Hill foi uma delas. Não gosto muito desse tipo de terror que foi tão imitado nos últimos anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A verdade é que hoje nossos medos são muito mais racionais, eles não v~em do sobrenatural... Quando escrevi a resenha crítica da primeira temporada da série "American Horror History" eu comentei sobre isso, apesar de abordar questões sobrenaturais, o foco da série está é nos medos reais é isto que a torna interessante...

      Excluir
  8. Olá amigo, eu vivo caindo em furadas como esta, e quem me coloca é o meu marido que adora esses filmes de terror, afff, já assisti essa mesclagem sem pé nem cabeça como vc disse e assino embaixo das suas observações! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve tirar estas furadas de letra pelo hábito não é Kellen, tenho um casal de amigos que vive o oposto, lá é a esposa que incentiva o marido a ver filmes mais "cabeça", geralmente ele odeia os filmes, quando ele não comenta nada de negativo já é um bom sinal, já que elogios seriam quase impossíveis... rsrsr

      Excluir
  9. Gostava tanto do jogo..ai fui assistir esperando alguma coisa e ...já sabe.

    Abraço querido.

    ResponderExcluir
  10. Pois é cara, está difícil de achar algum filme de terror menos clichê. O último que eu vi foi Jogos Mortais (o primeiro). O terror hollywoodiano está muito papai e mamãe nos últimos anos. Nem sou adorador do gênero, mas o pouco que eu vi, a ideia é sempre a mesma. Seja com espíritos, sereais killers, ou terror katchup.

    Bom saber, que o filme é ruim. Já não ia ver, agora reitero mais ainda hahá.

    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Considero o primeiro da franquia "Jogos Mortais" uma obra prima, uma pena que a qualidade foi caida em cada uma das sequências...

      Excluir
  11. Oi Bruno
    Eu não assisti, ainda bem, mas porque eu não gosto de filme de terror mesmo (kkkkk). Tenho meda!
    Bjão e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lhe recomendo que você passe longe dele Luciana, afinal nem "meda" ele causa rsrsr

      Excluir
  12. Bruno,

    Boa noite! Esse filme é mediano, mas inspira medo, pois lembro do que senti quando assisti. Sempre gostei de filme de terror, mas hoje venho evitando e ficando mais no suspense.

    A crítica sempre a melhor parte!

    Beijos e bom final de semana!

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Luciana, eu não consegui sentir medo em nenhum momento, eu sentia uma espécie de vergonha alheia diante de algumas cenas... Também prefiro o suspense!

      Excluir
  13. Grande Bruno, outra dica bem legal de filme, agora o terror, já fui muito fã desse gênero, mas de um tempo pra cá simplesmente perdi o interesse por isso, mas não deixo de admirar um bom filme do gênero.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lhe peço que leia o texto Paulo, para que você não se engane, esta não é uma boa dica, nem este é um bom filme do gênero!

      Excluir
  14. Silent Hill tem uma boa história, mas então fazem essa porcaria de filme! bons filmes de terror são extremamente raros!

    ResponderExcluir
  15. Não sou fã do game, por isso não posso comparar, mas concordo com seu texto, o filme é ruim, não só pelos clichês, mas pela lentidão e o confuso roteiro.

    Como citou o Celo, Avary ficou preso por um tempo após ter atropelado um sujeito quando dirigia bêbado.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Avary merecia estar preso por plágio e por atentado contra o bom cinema!

      Excluir
  16. Eu até gosto da Radha Mitchell e da Laurie Holden, mas este filme não deu para engolir. Totalmente esquecível.

    Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria realmente esquecer da enorme decepção que foi tê-lo visto Rodrigo!

      Excluir
  17. Você disse tudo que eu sempre quis dizer sobre este filme.. terrível ;P

    -> Nascida em Versos:
    http://nascidaemversos.blogspot.com.br/

    -> Minha Poética:
    http://nv-minhapoetica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu adoro esse filme, discordo totalmente com voce, já que é facil criticar, aposto que nem conhece a serie Silent Hill, tsc tsc ¬¬

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredite, não é fácil criticar, quando usamos argumentos para sustentar nossa crítica. Realmente não conheço a "série" Silent Hill, mas penso que o filme, como obra cinematográfica, deveria se sustentar por si só, sem depender de um prévio conhecimento do game, o fato de ele não conseguir fazê-lo é tão somente um outro argumento que reforça minha posição em relação à sua péssima qualidade!

      Excluir
    2. Concordo com vc Anônimo esse filme e mt firme msm tem gente que nem viu e fala que e ruim

      Excluir
  19. Vale lembrar que o autor de Silent Hill não é americano, logo o filme não segue o mesmo padrão americano que todos os outros filmes que costumamos assistir semguem. Silent Hill não foi basicamente adaptado para causar sustos. O filme foca em causar talvez uma sensação de agonia, até mesmos porque certas partes você já sabe o que acontecerá. Poderia ter sido melhor com toda certeza mas, é irracional comparar tal produção com filmes como O grito ou O chamado dentre outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lucas, seja bem vindo!
      Não creio que o fato do diretor não ser americano influencie tanto assim, neste tipo de filme há pouca influência estilística e estética da direção, ele é um exemplo de filmes de produtoras e isso fica evidente em sua falta de originalidade e convencionalismo...

      Excluir
  20. Olha, até que eu me diverti assistindo. Depois de passar muitos anos me irritando com filmes como esse, passei a relevar certas coisa. Um exemplo disso é o fato de eu ter gostado desse Battleship, que até pouco tempo estava nos cinemas. É claro que eu não vou recomendá-los pra ninguém, mas estou desenvolvendo cada vez mais a arte de desligar o cérebro e me divertir rs

    Mas tem casos em que realmente não dá pra relevar, como os novos filmes do Adam Sandler, que são simplesmente horríveis! Foi uma tortura assistir aquele Esposa de Mentirinha! Agora quando tem pelo uma coisa ou outra que seja boa (fotografia, belos efeitos especiais, boas atuações etc.) aí fica fácil de, como eu já disse, relevar os aspectos ruins.

    No filme A Dama de Ferro, por exemplo, o que salva tudo é a atuação da Meryl Streep, que atenua as outras falhas do longa.

    Ótima crítica!

    Abraço

    ResponderExcluir
  21. Olha já eu vou defender o filme,acho que se vocês assistissem o filme com um olhar menos crítico e mais por diversão entenderiam o filme,depois eu não me lembro de ter visto zumbis no filme tanto é que um dos motivos de ser uma das melhores adaptações de games que eu já vi são as criaturas perfeitamente iguais às do jogo,outra coisa o desfecho do filme é muito parecido com o do jogo então se não entendeu o filme não entendeu o jogo e se não entendeu o jogo não adianta assistir o filme.

    Quanto aos plágios concordo com a cena do carro,mas da menina é infundável,carrie a estranha veio antes de o chamado e ju on(o grito) e não vejo relação nenhuma entre eles a não ser o cabelo na cara,então implicar com uma personagem por causa do cabelo eu acho meio bobo,e vale lembrar que a historia de o iluminado foi toda escrita com base em outra que é o caso de Amityville uma casa assombrada que aos poucos foi assombrando e mudando o pai até ele quase enlouquecer soa bem familiar não?pois é,os clichês nos filmes de terror são as melhores coisas pois as idéias novas já deu para ver que não deram certo(apesar de eu não ter visto clichê em terror em silent hill)bom é só uma opinião flws!!

    ResponderExcluir
  22. no inicio da crítica você disse que teve plágios, mas no jogo é exatamente assim que acontece, só que não é a Rose e sim o pai, chamado Harry... Rose é a versão feminina dele.
    E concordo com o C.J. Ludovic, vocês deviam assistir o filmes com o olhar menos crítico. Os monstros são iguais aos do jogo, a história também, talvez você devesse pensar em com é difícil fazer um roteiro. Eu particularmente achei o filme muito bom, mas sempre tem esse pessoal crítico, que adora achar erros em tudo. Enfim, opinião é opinião.

    ResponderExcluir
  23. é o que acontece quando vai se fazer um filme baseado em jogo, dificilmente você consegue agradar quem vai ver o filme sem ao menos saber que existe um jogo, e os fãs que esperam algo grande, sempre agrada um ou outro, e Silent Hill vou falar é dificil porque até o jogo é dificil entender, quem ja jogou entende, o negócio sempre fica no mistério, eu gostei do filme apesar de ter mudado algumas coisas, mas igual disse tem que tentar agradar todo publico :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Totalmente Com Vcs 2 Finalmente Alguem que entende esse filme!

      Excluir
  24. outra coisa tbm, brasileiro sabe estragar filme, além de eu nao gostar de filme brasileiro, ainda fazem cagada em tradução de filmes o Filme se chama Silent Hill, nao tem "TERROR em Silent Hill"..., e voltando ao assunto igual ao jogo, o filme você deve assistir mais de uma vez para "tentar" entender, o jogo você tem que jogar varias vezes, e ler todos documentos que encontrar e ainda ler os livros que a konami lançou sobre o jogo, então resumindo; Silent Hill nao é pra qualquer um, mas gosto é gosto, e temos que respeitar o gosto de cada um, só deixei minha opinião :D

    ResponderExcluir
  25. SERIA MUITO DIFICIL ENTENDER O FILME SEM TER JOGADO GAME MESMO. O JOGO É O MAIS INTELIGENTE E COMPLEXO DO GÊNERO SURVIVAL HORROR.ACHO QUE SERIA DIFICIL EXPLICAR EM UM FILME TODAS AS COISAS BIZARRAS QUE ACONTECEM NO JOGO, PARA AQUELES QUE NÃO CONHECEM. ENTÃO É UM FILME INDICADO PARA FANS. RECOMENDO O JOGO, NÃO O FILME.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com seu comentário, ele reforça o que eu disse no texto!

      Excluir
  26. seu cu q eu comi é uma porcaria cpm "P" maiusculo silent hill é muito show

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também Acho Concordo Com Vc João o Filme e Mt Bom Msm!

      Excluir
  27. José Bruno vc Não Sabe De Nada vc Nunca Jogou o Jogo então cale a boca e não critique nada pq esse e um dos melhores filmes que eu ja vi ta então não bote defeito onde não tem ok? blz? então pronto respeite! Silent Hill e Totalmete recomendado vcs que criticaram o filme são e mt burros mesmo eu assistir o filme quando eu tinha sete anos e entendi tudinho vcs não entendem o filme e querem criticar vão a merda! Pow

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pelo comentário e principalmente pela cortesia com que ele foi feito, espero que você venha compartilhar sua inteligência aqui mais vezes, pois ela enriquece esta página!

      Excluir
  28. Hahahahahaha

    Terror em Silent Hill é um filme ruim?
    Deixa eu rir mais um pouco.

    Hahahahahahahah

    Engraçado, todo fã da série acha esse filme foda.
    Várias revistas de games já analisaram esse filme e falam que é ótimo ou excelente.
    Vários youtubers também analisaram como um excelente filme.

    Agora quem nunca jogou a série Silent Hill (pelo menos o 1 e 2)não vai entender o filme mesmo.

    Mas enfim, com essa crítica sua, muito gente vai passar longe desse filmaço, infelizmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, você comprovou aquele que apontei como sendo um dos principais problemas do filme, o fato dele usar o jogo como muleta. Qualquer adaptação, seja ela de um livro, de um jogo, ou de uma peça teatral, deve ao menos se sustentar sem depender da original. Não é questão de entender, a trama do filme é primitiva demais, o que acontece é que quem está acostumado com os jogos encontra nele elementos que já apreciava anteriormente, ao contrário do que aconteceu comigo, que só consegui enxergar nele uma trama que parece me subestimar o tempo todo e atuações sofríveis...

      Excluir
    2. Não conheço o jogo, só ouvi falar, meu filho conhece um pouco o jogo, assistimos o filme, eu gostei muito, e recomendo.

      Excluir
  29. E desde quando filmes baseados em algo precisam se guiar sozinhos? Pelo contrário, sempre terão que se apoiar nos originais, se fosse assim Tubarão, Jurassic Park e Congo seriam péssimos filmes, o que todos sabemos que não é. Não se considere inteligente demais para sair por aí com falácias sem cabimento algum, o filme pode não ser uma perfeição de roteiro, mas dá pra entender normalmente com exceção do final que dá pra ser ambíguo, com exceção do final forçado, tudo no filme se desenrola perfeitamente, e não precisa acompanhar o jogo pra isso. Adaptações sempre serão inferiores às originais, isso é indiscutível, mas negativar o filme desse jeito me leva a crer que você trabalhe no Omelete (com os incríveis 5 ovos ao filme REsident Retribution), porque uma crítica tem que ser levada principalmente profissionalmente, e não parcial igual você foi. Falar das atuações não tem nem nexo, pois a atriz mirim é uma ótima atriz, igualmente boa como Isabelle Fuhrman, sem contar que Sean Ben está no filme, junto com Holden (ótima no papel de Andrea de TWD). Te desafio a assistir novamente o filme, porque sua crítica foi desleal, antiprofissional e totalmente parcial. NÃO deixem de assistir ao filme por causa dessa crítica, o filme é muito legal e bem inteligente (não tão quanto Dejá-vù, mas faz o seu melhor).
    PS. Silent Hill foi eleito o MELHOR filme adaptado de jogos até hoje, colocando Tomb Raider, RE, Parasite Eve, Final Fantasy e etc, no chinelo.

    ResponderExcluir