terça-feira, 31 de maio de 2011

Inimigos Públicos

Inimigos Públicos (Public Enemies) - 2009. Dirigido por Michael Mann. Roteiro de Michael Mann, Ronan Bennett e Ann Biderman, baseado no livro de Bryan Burrough. Direção de Fotografia de Dante Spinotti. Música de Elliot Goldenthal. Produzido por Michael Mann e Kevin Misher. Universal Pictures / EUA.


Inimigos Públicos (2009) foi um marco para mim! Não pelo roteiro, pelos personagens ou pela atuação, mas por ter sido o primeiro filme que assisti em Blue Ray. A tecnologia é realmente um troço de doido, como dizemos por aqui. Some a esta experiencia o fato deste ser um filme do respeitado realizador Michael Mann, que é um diretor que valoriza muito o visual de suas obras. Assistir um filme com um belo visual, com a definição do Blue Ray já bastaria por si só para me proporcionar um boa experiência. Mas o filme foi bem além disso.

Filmes de gangster não são uma novidade, todos sabemos bem disso, mas até hoje eles conseguem nos fascinar e mexer com nosso imaginário, de tal forma, que em determinados momentos chegamos a nos flagrar torcendo pelo bandido. De onde vem nosso fascínio por estes fora-da-lei é algo que não me meto a tentar explicar, Johnny Depp tentou o fazer em uma coletiva de imprensa realizada na ocasião do lançamento do filme, ele disse acreditar que tal fascínio venha da projeção que fazemos de nós nos personagens, “eles se safam fazendo coisas que nunca conseguiríamos fazer para nos safar”.

 

A história de Inimigos Públicos, baseada em fatos reais, se passa no período da grande depressão, época em que a economia americana estava despedaçada e que a criminalidade assolava o país. O filme retrata a ascensão de um dos ladrões de banco mais famosos dos anos 30, John Dillinger (Johnny Depp), e como pano de fundo ainda mostra a criação do Bureau de Investigação Federal, o FBI, idealizado pelo famigerado J. Edgar Hoover (Billy Crudup). O nome do filme merece uma reflexão à parte, Dillinger conquistou com sua trajetória o apreço e até a admiração de uma boa parte da população, sendo assim não era ele o verdadeiro inimigo público, os verdadeiros inimigos eram os bancos, a quem o consciente coletivo acusava pela crise. Dellinger era visto como uma espécie de herói justamente por conseguir lesar o sistema financeiro, o maior culpado pela recessão, ele agia como uma espécie de Robim Hood, que tirava dos ricos, mas não dava aos pobres.

 

É muito interessante a angulação que o roteiro deu à história, em ambos os lados existem homens de palavra e de honra, como é o caso do próprio Dillinger, que roubava os bancos, mas não seus clientes, e do agente Melvin Purvis (Christian Bale), que se dedica ao trabalho sem trair seus princípios e suas convicções. No entanto, nos dois lados também têm homens destituídos de qualquer código de conduta, como é o caso do autoritário J. Edgar Hoover e do bandido sanguinário Baby Face Nelson (Stephen Graham). Estes dois microcosmos, formados de um lado pelo bando de Dellinger e de Baby Face e de outro pela divisão do FBI, ilustram bem a antítese dos alicerces, sobre os quais os Estados Unidos de hoje foram erguidos.

  

Inimigos Públicos é um filme de uma inegável qualidade técnica e de ótimas atuações, Deep e Bale, com talentos incomparáveis, dão consistência e humanidade aos seus respectivos personagens, Marion Cotillard está muito bem na pele da namorada de Dellinger e o restante do grande (em quantidade e qualidade) time de atores coadjuvantes conseguem manter o nível sem deixar a peteca cair. Este é um drama policial com um roteiro inteligente, onde a ação não é em si um contraponto para as reflexões que a história pode fomentar. O longa ainda vale como um perspicaz retrato de época e como uma contundente interrogação sobre a legitimidade e princípios de uma das mais poderosas instituições americanas. Vale a pena conferir, e eu recomendo!


Assistam ao trailer de Inimigos Públicos no You Tube, clique AQUI !


Confiram também, aqui no Sublime Irrealidade, a resenha crítica de Colateral,
 também dirigido por Michael Mann. (clique no link) !

.

Um comentário:

  1. Também recomendo. É realmente um Excelente filme, o ator Johnny Depp... nossa ótima interpretação. Parabéns a todos os integrantes que participaram deste filme

    ResponderExcluir