terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Cabo do medo

Cabo do Medo (Cape Fear) 1991, dirigido por Martin Scorsese, escrito por Wesley Strick, remake de círculo de medo de 1962, baseado na obra de John D. McDonald, produzido por Barbara de Fina e Robert De Niro. Universal / USA.


Um ex-presidiário que esteve na cadeia por 14 anos está livre novamente. Seu único intuito é fazer o defensor público, responsável por seu caso, pagar por ter omitido provas que poderiam amenizar sua pena. Ele planeja então uma vingança contra o advogado e sua família. - Este bem poderia ser um mote para mais um filme de ação, desses que já estamos cansados de assistir na TV, onde tiros e efeitos especiais disfarçam as péssimas atuações e a baixa qualidade da trama. A primeira vez que este roteiro foi levado às telas foi em 1966, com o obscuro filme Círculo do Medo, de J. Lee Thompson. Mas, nas mãos de Martin Scorsese, que adaptou a produção dos anos 60, este argumento rendeu um thrilher memorável: Cabo do Medo (1991).

Alguns filmes entram para o imaginário popular, e acabam sendo inspiração para citações e até paródias em outros produtos da cultura pop. A primeira referência que tive de Cabo do Medo foi através de Os Simpsons. Em um episódio da série, Sideshow Bob, que havia sido preso através de uma denuncia de Bart Simpson, é solto e vai em busca do garoto delator e de sua família, para se vingar. O desenho reproduz algumas cenas que se tornaram memoráveis, como a que o ex-presidiário perturba uma sessão de cinema e outra em que ele viaja dependurado debaixo do carro da família, enquanto esta tenta fugir da cidade e da ameaça iminente.


Vamos à trama; em Cabo do Medo, Max Cady (Robert De Niro) foi condenado a 14 anos de prisão, pela acusação de estupro, Sam Bowden (Nick Nolte), seu advogado, tinha em mãos uma prova que poderia reduzir para sete anos sua pena, mas preferiu não a usar. 14 anos se passaram, Max está de volta às ruas, e motivado por um fanatismo religioso e pela erudição dos livros que lera no presídio, passa a fazer ameaças ao advogado. Este teme pela segurança de sua esposa Leigh Bowden (Jessica Lang) e sua filha Danielle Bowden (Juliette Lewis) de 15 anos.


Cabo do Medo, não é o filme que eu consideraria como clássico ou imperdível, Scorsese produziu filmes muito mais interessantes, mas isso não tira o mérito desta produção , de ser uma das melhores do gênero suspense na década de 90. Tente não prestar atenção nos exageros contidos na trama e sim nas atuações, principalmente na de Robert De Niro, e você tavez chegue à mesma conclusão que eu. Em um dos momentos de maior tensão, Max se encontra com a filha de seu ex-advogado no teatro do colégio. Danielle que é pura sensualidade e inocência acaba se deixando levar pela conversa de Max, que personifica toda a rebeldia contida pela adolescente. A cena em questão é um show de atuação de ambos atores. Mas é na sequência final que De Niro está simplesmente fantástico, podemos ver o ódio, a loucura e o terror que se materializam no rosto de seu personagem.



Apesar de ficar bem aquém de outros filmes de Scorsese e de outras produções que têm De Niro no elenco, Cabo do Medo ainda é um bom filme, que merece ser visto. Ele cumpre aquilo a que se dispõe perfeitamente, mas não vai muito além disso, o que não é natural nem para Scorsese nem para De Niro.
.
Robert De Niro, pela atuação em Cabo do Medo, foi indicado para o Oscar de melhor ator e para o Globo de Ouro de melhor ator de drama. Juliette Lewis foi indicada tanto para o Oscar quanto para o Globo de Ouro na categoria melhor atriz coadjuvante.

De Martin Scorcese, indico também: Taxi Driver (1976), Touro Indomável (1980), Os Bons Companheiros (1990) - os três com Robert De Niro, Gangues de Nova Iorque (2002), O Aviador (2004) e Os Infiltrados (2006).

Assistam ao trailer de Cabo do Medo
no You Tube, clique AQUI !

8 comentários:

  1. Esse filme é bom demais. Terror psicológico puro. De Niro em seu melhor.
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Assisti esse filme lá pelos anos 90 e, há cerca de uns quatro meses me deu uma vontade louca de revê-lo. Corri inúmeras locadoras e não consegui encontrá-lo, mas por sorte acabei ao acaso achando pra venda em uma loja famosa de departamentos.
    O filme é memorável! Tanto pelas atuações como pelo clima que de tensão que o acompanha quase o tempo inteiro. A maldade do personagem de De Niro se torna algo excêntrico, diferente dos vilões habituais. Ele lida em seus atos maquiavélicos com a natureza das pessoas, tirando proveito da bondade de cada um para poder prejudicar.
    Vale assistir!

    ResponderExcluir
  3. Grande filme com outro grande ator. de niro sabe interpretar como ninguem.

    ResponderExcluir
  4. deu vontade de assistir esse filme...

    ResponderExcluir
  5. agora vou ver esse filme kk

    http://futrockmma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Meu Deus é o De Niro,c o rapaz ai do 1º post não tivesse falado eu nem iria ter percebido
    agora ja sei qual filme vou assistir no FDs.
    abç!!!

    ResponderExcluir
  7. CARA, VI ESSE FILME FAZ UM TEMPÃO E É ESPETACULAR. EXCELENTE FILME. VOU CORRER ATRÁS DELE PARA COMPRAR.

    ResponderExcluir
  8. eu quero assisti novamente esse filme mais nao consigo achar

    ResponderExcluir